Primeira Comunicação da Virgem Santíssima

elizaneth_kindelmann_primeira_aparicao

 

A primeira comunicação da Virgem Maria com Elizabeth Kindelmann ocorreu no dia 13 de abril de 1962 – Sexta-Feira Santa.

A seguir o trecho do relato conforme consta no diário:

Nesse dia também, conforme o desejo do Senhor Jesus, eu estava adorando e reparando desde o meio-dia até às três da tarde. Rogava à Santíssima Virgem para que gravasse no meu coração as Chagas do seu Santíssimo Filho e que lhe pedisse para cada vez mais ter misericórdia de nós. As minhas lágrimas começaram a brotar abundantemente.
Enquanto me passava isso, senti no fundo da minha alma a dor e os soluços da Mãe Dolorosa. Os seus soluços contagiaram o meu coração.
Ela me disse, soluçando:
S.V.: “Há tantos pecados no mundo, minha filha carmelita! Ajuda-me, vamos salvá-lo! Eu ponho um raio de luz nas tuas mãos: é a Chama de Amor do meu Coração. Recebe com carinho a Chama de Amor do meu Coração e passa-a aos outros, minha filha!”
“Querida Mãe, por que não fazes mais milagres para que creiam em Ti, como fizeste em Fátima?”
S.V.: “Quanto maiores forem os milagres, minha filha, menos crerão em mim. Como sabes, pedi os primeiros sábados e não me deram atenção.
Eu sou a sua Mãe bondosa e compreensiva. E em comunhão com vocês vou salvá-los.

O rei São Estevão consagrou a mim o seu país. E Eu lhe prometi que acolheria em meu Coração a sua intercessão e a de todos os santos húngaros.
Um novo instrumento gostaria de colocar nas suas mãos. E lhes peço encarecidamente que o aceitem com grande compreensão. Porque o meu
Coração vê o meu país com aflição. Os doze sacerdotes que o meu Filho Santíssimo elegeu serão os mais dignos de cumprir a minha petição.
Toma, minha filha, esta Chama. Tu és a primeira a quem a entrego. É a Chama de Amor do meu Coração. Acende com ela o teu coração e passa-a aos outros!”
A Virgem Santíssima soluçava tanto, que mal entendi o que dizia.
Perguntei-lhe o que tinha que fazer. Eu, em nome do todo o país, prometi tudo, só para aliviar a sua dor, porque o meu coração também estava
por se partir.

Palavras da Virgem Maria

kindelmann_novembro_7Palavras da Virgem Maria a Elizabeth Kindelmann de 7 de novembro de 1963:

Nestes dias a Santíssima Virgem continuamente urge e pede:

S.V.: “Já não posso mais conter no meu Coração a minha Chama de Amor”. Permitam que ela caia sobre vocês! Façam todos os preparativos para partir! Só o primeiro passo é difícil! Uma vez que este foi dado, minha filhinha, a minha Chama de Amor quebrará as resistências e inundará as almas. E quando não encontrar mais resistência, iluminará com suave luz as almas.

Aqueles que acolherem a minha Chama de Amor serão embriagados pela abundância de graças. “E, como eu já disse, anunciarão por todas as partes que tal onda de graças nunca se deu desde que o Verbo se fez Carne.”

Santuário Chama de Amor em Corumbataí/PR

Local onde será erigido o santuário

Local onde será erigido o santuário

No dia 13/11/13 às 18 horas ocorreu a bênção da Pedra Fundamental no Sítio São Jorge da Água do Meio, local onde será erigido um Santuário da Chama do Amor do Imaculado Coração de Maria.

A bênção foi feita pelo Padre Antonio Maria acompanhado do pároco Pe. Ediberto Henrique de Mercena, e estivavam presentes as irmãs Maria de Fátima Costa Nuce e Lucimari Estela da Costa que doaram o terreno, o prefeito Carlos Rosa Alves acompanhado de sua esposa Rita de Cássia Silvério Alves, o presidente da Câmara Silvio Sanches, e algumas pessoas da paróquia.
No local foi fincada uma cruz e aos pés dessa cruz foi enterrada uma caixa com intenções dos familiares doadores. Às 20 horas foi celebrada Santa Missa com a participação de aproximadamente duas mil pessoas da paróquia e também de outras paróquias da diocese.
Foi um momento muito forte de demonstração da devoção Mariana. A missa foi presidida pelo Padre. Antonio Maria e concelebrada pelo Pároco Padre Ediberto Henrique de Mercena, Padre Rômulo Ramos Gonçalves de Paraná do Oeste e Padre Markus Prim de Farol do Oeste.

Santuário de Cunhaú – Canguaretama – RN

Depois de alguns meses afastado do blog eu retornei para continuar a minha missão de divulgação do movimento da Chama de Amor.

Em janeiro de 2011 eu pude conhecer o santuário da Chama de Amor na fazenda Cunhaú, no municipio de Canguaretama no RN e também a Capela de Nossa Senhora das Candeias na mesma fazenda e que data do século XVI.

Dois massacres, um ocorrido na Capela de Nossa Senhora das Candeias, no Engenho Cunhaú, no município de Canguaretama, e o outro na Comunidade Uruaçú , em São Gonçalo do Amarante.

No total, 151 pessoas foram cruelmente assassinadas por calvinistas. O massacre ocorreu em 1645 e teve como destaque as figuras do Pe. André de Soveral e o camponês Mateus Moreira, que teve o seu coração arrancado pelas costas, enquanto repetia a frase Louvado seja o Santíssimo Sacramento.
No ano de 2000 o Papa João Paulo II beatificou todos os mártires.

O santuário da Chama de Amor teve inicio no dia 11 de setembro de 2001 e está aberto a visitação, além das missas mensais regulares. O local também serve como escola para os moradores da zona rural da fazenda.

Interior da Basílica dos Mártires de Cunhaú/RN

Interior da Basílica dos Mártires de Cunhaú/RN

Vista externa da Capela de Nossa Senhora das Candeias
Vista externa da Capela de Nossa Senhora das Candeias

Vista interna da capela

Nada tão especial como retornar com a minha missão justamente no dia de Nossa Senhora das Candeias – 02 de fevereiro.